Avançar para o conteúdo

Lyria IA: YouTube Utiliza Inteligência Artificial para Criar Músicas

✅ Receba as notícias do tecArtificial no WhatsApp e siga o canal tecArtificial.

A ferramenta chamada Lyria IA, desenvolvida pelo Google DeepMind, utiliza Inteligência Artificial Generativa para criar músicas a partir de simples instruções em texto ou voz. Isso pode ser uma grande ajuda para pessoas que têm criatividade musical, mas não sabem tocar um instrumento.

Principais Pontos:

  • O artigo aborda o uso da inteligência artificial (IA) no YouTube para criar músicas.
  • Destaca o papel da IA na geração de músicas originais e personalizadas.
  • Aborda os benefícios da IA na criação musical, incluindo a rapidez e a capacidade de atender às preferências individuais dos ouvintes.
  • Destaca casos de sucesso de músicas geradas por IA que se tornaram populares no YouTube.
  • Discute o papel dos criadores de conteúdo e músicos na colaboração com a IA.

Do jazz ao heavy metal, do techno à ópera, a música é uma forma muito amada de expressão criativa. Com letras complexas e densamente elaboradas, melodias, ritmos e vocais, criar música cativante tem sido especialmente desafiador para sistemas de inteligência artificial (IA) – até agora.

Hoje, em parceria com o YouTube, o Google DeepMind anuncia o Lyria, o modelo de geração de músicas com a IA Generativa mais avançada até o momento, e dois experimentos de IA projetados para abrir um novo caminho para a criatividade:

  • Dream Track – um experimento no YouTube Shorts projetado para aprofundar as conexões entre artistas, criadores e fãs por meio da criação musical.
  •  Music AI tools – um conjunto de ferramentas que estamos projetando com artistas, compositores e produtores para ajudar a fortalecer seus processos criativos.

Para desenvolver esses projetos, foram reunidos especialistas técnicos de toda o Google com uma ampla gama de artistas e compositores mundialmente renomados para explorar como as tecnologias de música generativa podem moldar de forma responsável o futuro da criação musical.

Principais funcionalidades do Lyria IA

O Google se diz empolgado em construir novas tecnologias que podem aprimorar o trabalho de músicos profissionais e da comunidade artística, contribuindo positivamente para o futuro da música. Veja algumas funcionalidades do Lyria.

A ferramenta é capaz de transformar beatbox em loop de bateria.

Tudo o que a pessoa precisa fazer é cantarolar um pouco da melodia desejada e a ferramenta irá reproduzi-la através de uma orquestra.

Além disso, o Lyria também pode reproduzir um coral humano reproduzindo algo tocado no teclado e gerar faixas a partir de comandos de texto.

Por exemplo, se a pessoa digitar uma ideia no prompt de criação e selecionar um artista participante do projeto, uma trilha sonora original será gerada pela inteligência artificial para o vídeo, com a voz do artista escolhido. Esse recurso é chamado de Dream Track.

Inspirando novas músicas no YouTube Shorts

Testes estão sendo realizados com o Lyria em um experimento chamado Dream Track, que foi desenvolvido para testar novas maneiras de os artistas se conectarem com seus fãs e em colaboração com o YouTube.

Dentro do experimento, um grupo limitado de criadores poderá usar o Dream Track para produzir uma trilha sonora única com a voz gerada por IA e o estilo musical de artistas como Alec Benjamin, Charlie Puth, Charli XCX, Demi Lovato, John Legend, Sia, T-Pain, Troye Sivan e Papoose. Cada artista participante se associou a nós e terá participação ativa em nos ajudar a testar e aprender como moldar o futuro da IA na música.

Os usuários do Dream Track podem simplesmente inserir um tópico e escolher um artista na lista para gerar uma trilha sonora de 30 segundos para o seu vídeo curto. Usando o nosso modelo Lyria, o Dream Track gera simultaneamente a letra, a trilha de fundo e a voz gerada por IA no estilo do artista selecionado.

Aqui estão alguns exemplos gerados nos estilos de Charlie Puth ou T-Pain:

O Modelo Lyria IA

A música contém enormes quantidades de informações — considere cada batida, nota e harmonia vocal a cada segundo. Ao gerar sequências longas de som, é difícil para os modelos de IA manterem a continuidade musical através de frases, versos ou passagens prolongadas. Como a música frequentemente inclui múltiplas vozes e instrumentos ao mesmo tempo, é muito mais difícil de criar do que a fala.

O modelo Lyria IA se destaca na geração de música de alta qualidade com instrumentais e vocais, realizando tarefas de transformação e continuação, e proporcionando aos usuários um controle mais refinado do estilo e desempenho da saída.

Explorando ferramentas de IA musical com a indústria

Pesquisadores do Google DeepMind estão explorando o recurso com artistas, compositores e produtores no Music AI Incubator do YouTube como a IA generativa pode melhor apoiar o processo criativo, e trabalhando juntos para desenvolver de forma responsável um conjunto de ferramentas de IA musical.

Imagine cantar uma melodia para criar uma linha de trompa, transformar acordes de um teclado MIDI em um coro vocal realista ou adicionar um acompanhamento instrumental a uma faixa vocal.

Com essas ferramentas de IA musical, os usuários podem criar novas músicas ou seções instrumentais a partir do zero, transformar áudio de um estilo musical ou instrumento para outro e criar acompanhamentos instrumentais e vocais. Este trabalho se baseia em um histórico de pesquisa e experimentação com IA e música do Google DeepMind.

Aplicações do Lyria IA

Lyria interface

Lyria IA no YouTube

Poderá ser amplamente utilizada por Youtubers para melhorar a qualidade do conteúdo de seus canais. Com a ajuda do Lyria IA, os criadores de conteúdo podem automatizar tarefas além da edição de vídeo, criação de miniaturas e legendas, ou seja, agora também poderão automatizar a criação das músicas que comporão seus vídeos. Isso permite que eles se concentrem mais na criação de conteúdo de qualidade e menos na parte técnica do processo.

Limitações do Lyria IA

Por enquanto, o recurso do Lyria IA está disponível apenas para vídeos curtos (shorts) do YouTube, com duração de até 30 segundos. Além disso, o recurso que envolve batidas, notas e harmonias ficará restrito a um grupo seleto de Criadores dos Estados Unidos. No entanto, mais ferramentas musicais de Inteligência Artificial estão planejadas para serem lançadas em breve pelo YouTube.

Em resumo, o Lyria IA é uma ferramenta poderosa para criadores de conteúdo e empresas que desejam melhorar a qualidade de seus vídeos e aumentar o alcance de seu público. Embora tenha algumas limitações, é uma opção viável para aqueles que desejam automatizar tarefas e melhorar a eficiência de seus processos de criação de conteúdo.

Música Identificável

Uma espécie de marca d’água de identificação de conteúdo chamada SynthID, será gerada sinteticamente na produção das novas músicas. Qualquer conteúdo publicado pelo modelo Lyria IA será marcado com o SynthID, o mesmo conjunto de ferramentas de tecnologia usado para identificar imagens geradas pelo Imagen no Vertex AI do Google Cloud.

O SynthID converte o áudio em um espectrograma visual para adicionar a marca d’água digital de identificação.

SynthID

O SynthID incorpora a marca d’água no conteúdo de áudio gerado por IA que é inaudível para o ouvido humano e não compromete a experiência auditiva. Isso é feito convertendo a onda de áudio em uma visualização bidimensional que mostra como o espectro de frequências em um som evolui ao longo do tempo. Este método inovador é diferente de qualquer coisa que exista hoje, especialmente no contexto de áudio.

A marca d’água foi projetada para manter a detecção mesmo quando o conteúdo de áudio sofre várias modificações comuns, como adições de ruído, compressão MP3 ou aceleração e desaceleração da faixa. O SynthID também pode detectar a presença de uma marca d’água ao longo de uma faixa para ajudar a determinar se partes de uma música foram geradas pelo Lyria.

Desenvolvendo e implantando tecnologias de forma responsável

Para maximizar os benefícios da tecnologias de música generativa, ao mesmo tempo em que mitigam os riscos potenciais, é fundamental que elas sejam desenvolvidas com as melhores proteções disponíveis. O Google DeepMind diz trabalhar em estreita colaboração com artistas e a indústria da música para garantir que essas tecnologias sejam amplamente benéficas.

Os experimentos de IA musical foram projetados de acordo com os princípios de IA do YouTube, que visam permitir a expressão criativa, ao mesmo tempo em que protegem os artistas musicais e a integridade de seu trabalho.

No futuro, o Google continuará a envolver artistas, a indústria da música e a comunidade criativa em geral para estabelecer o padrão para o desenvolvimento e implantação responsáveis de ferramentas de geração de música.

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
nv-author-image

Bruno Solano – Artificial Intelligence Advisor; especialista em criação de negócios rentáveis e produtos digitais baseados em Inteligência Artificial (IA); editor do tecArtificial; foi cofundador do Google Developers, programa de iniciativa do Google para estimular comunidades a utilizarem suas plataformas e tecnologias. Atualmente, coordena um dos cursos mais extensos sobre produtividade com Inteligência Artificial voltados para o mundo dos negócios.